/ Notícias

30 de julho de 2019

Campanha #DiscursoDeÓdioNão chega à Paraíba

Depois de passar por 22 cidades, finalmente a campanha #DiscursoDeÓdioNão, promovida pela Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal de Psicologia, chega à João Pessoa, na Paraíba. 

No Shopping Mangabeira, quem passava em frente ao cinema, era atraído por uma varal com camisetas penduradas e “meladas” com tinta vermelha, simulando sangue. Nelas, estavam escritas mensagens marcadas por preconceito, como por exemplo, “prefiro um filho gay a um filho morto”. A ideia é chocar o público e chamar atenção para os casos de intolerância.No site do Conselho Federal, a CDH explica que “a campanha tem como objetivo central produzir uma interdição dos discursos de ódio voltados contra populações historicamente vulnerabilizadas e estimular o respeito e ações humanizadas e humanizadoras. Ela faz referência aos povos tradicionais, à população em situação de rua, à população negra, à população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, às pessoas que fazem uso de drogas, às mulheres, às pessoas usuárias de serviços de saúde mental, às crianças e adolescentes vulnerabilizados, às pessoas privadas de liberdade e àquelas com diferenças funcionais”. 

Na Paraíba, o lançamento da campanha no estado ainda contou com a promoção de uma Roda de Conversa sobre “Racismo e Saúde Mental”, coordenada pela psicóloga membro do CFP, Maria de Jesus Moura. Na ocasião, foi lançada e apresentado o GT ‘Raça e Etnia’, do Conselho Regional de Psicologia da Paraíba.